Quem não sabe escrever, desenha

Sobre o Twitter

“A autoridade amplia o número de seguidores, mas no mundo de fins incertos e cronicamente subdeterminados, é o número de seguidores que faz – que é – a autoridade.”

Zygmunt Bauman

Pois é. Bauman escreveu isso em 2000 em seu Modernidade Líquida, anos antes do twitter. Ainda que retirado de contexto, me pareceu uma bela metáfora sobre o que é o mundo de hoje, em termos de redes sociais (orkut, facebook, linkedin e um zilhão de outras) e sobre hierarquia, seguidores (ou, no caso do twitter, “followers”) e a estranha importância que tem sido dada pra isso hoje em dia.

Eu sou um merda no twitter. Surreal pensar que isso sequer tenha alguma relevância (adianto logo, na minha opinião não tem), mas devo ter uns 3 followers e devo follow uma meia dúzia de pessoas ou entidades. Dizer follow chega a ser ridículo, porque eu não entro naquela coisa nunca, então eu devo aparecer como mais uma figurinha na coleção de followers dessa meia dúzia de pessoas.

Sou uma espécie de tuiteiro de terceira viagem. Já foram 3 tentativas de tentar gostar daquilo, tentar entender o que diabos tem de tão interessante naquela corredeira de letras em que minha tela se torna quando eu entro nele, naquele scroll infinito de mensagens curtas. Nessa minha última frase já se pode detectar dois motivos pelos quais eu não consigo me identificar com o tuiter.

Primeiro, mensagens curtas. Por que, meu Deus? Por que esse abusivo estímulo à preguiça de escrever, porquê esse incentivo ao estupro do português ao tentar confinar uma idéia a 140 (160, sei lá) caracteres? Desenvolver idéias? Pra que, né?

O segundo motivo é a corredeira. Sério, a tela parece um rio desvairado de letras correndo pra baixo. Daí eu retorno ao desenvolver idéias. Como é que vc sequer vai pensar em desenvolver uma idéia se daqui a dez minutos aquele fragmento de idéia que surgiu ali já tá suplantado por 17 outros links, 25 piadinhas e outros 42 copy/pastes?

O facebook é a mesma coisa.

Enfim, tudo isso é pra dizer que eu tô de volta ao blog. Sem pressa nem pressão. Sem ficar querendo postar conto, (se sair um eu eventualmente até posto), sem querer ficar botando desenho. Meu espaço. escrever umas besteiras que eu penso. De vez em quando. Quem quiser ler, fique à vontade.

Anúncios
Este post foi publicado em 10/09/2009 às 14:47. Ele está arquivado em 1, crônica sobre nada e marcado , . Guarde o link permanente. Seguir quaisquer comentários aqui com o feed RSS para este post.

Uma opinião sobre “Sobre o Twitter

  1. Assino embaixo embora em cima e em menos de 140 toKs sem vírgulas pra não desperdiçar tok.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: