Quem não sabe escrever, desenha

Poesia

Vitorio (por onde será que tu anda, meu caro? De volta à Suécia, né?) certa vez estava discutindo filosofia comigo (grandes merda, dois dizáiners discutindo filosofia, mas enfim) e ele me falou uma parada muito impressionante. Que quando começou a ler sobre o assunto, resolveu dar uma parada e começar a ler poesia. Ele via neles algo em comum, como se a métrica, as pausas impusessem um espaço pra se pensar.

Fiquei com isso na cabeça. Li Fausto, adorei, mas aí é covardia, né?

Enfim, nunca foi um hábito. Até que me deparei com essa poesia, de Maria Rezende, que reproduzo abaixo:

A musa do século 21

Gata, gostosa, tesudinha:
dá de quatro, dá de lado e ainda dá a bundinha.

Aberta, relax, super moderninha:
divide o namorado com hippies e patricinhas.

Séria, independente, meio estressadinha:
tem sua própria casa e paga as contas sozinha.

Culta, inteligente, artisticazinha:
Cita filosofia, curte música e um cineminha.

Doce, prendada, jeitosinha:
lava a roupa, arruma a casa e ainda cozinha.

Faz a unha, faz uns bicos, faz café, faz 69,
busca o cara no seu carro e ainda dirige pro motel.

Compra frutas, roupa nova, se depila e lê de tudo,
tem email, tem um blog, tem crédito no celular.

Não pede ajuda, não liga pra bagunça, não chora à toa, não fala demais.

Não é careta nem doidona,
adora esportes na tv e sexo de madrugada,
não fala em filhos nem casamento
e cuida sozinha da anticoncepção.

Por ela suspiram os machos do século 21,
e por causa dela sofrem as fêmeas,
meros projetos de musa,
nós, mulheres reais.

Fiquei impressionado. Comprarei o livro. (Ouvirei o disco, verei o filme, comprarei o jogo…)

Parece que o livro foi lançado recentemente, fiquei sabendo dele aqui, no Contemporânea. Nesse link aliás eu achei esse vídeo:

Eu acho interessante o contraste entre os dois poemas. Sempre no ponto de vista da mulher, mas vale reparar como muitas vezes é o homem que está em jogo. Em “adoro pau mole” o homem está subjugado. Vulnerável diante da intimidade, o que é realmente muito comum. A intimidade derruba e é a melhor sensação que existe, por mais que assuste.

Já na “musa do século 21” (escrito, me parece, coisa de 8 anos depois) tem uma coisa engraçada, até uma certa vulgaridade… A mulher descrita, em todos os sentidos seria uma mulher liberada, independente, segura, mas no fundo parece mais uma projeção dos desejos masculinos, uma Amélia pós-moderna.Os homens suspiram, as mulheres de verdade (lindas…) sofrem e todos se frustram.

O mundo muda, mas nunca deixa de ser um grande mercado de frustrações.

Que merda isso.

Anúncios
Este post foi publicado em 30/01/2009 às 12:44. Ele está arquivado em Generic post e marcado , , . Guarde o link permanente. Seguir quaisquer comentários aqui com o feed RSS para este post.

3 opiniões sobre “Poesia

  1. Cara, que coincidência incrível. Depois que vcs foram embora do bar ela comentou dessa poeta. Eu hein!

  2. oi marcelo, vim parar aqui pelo seu comentário no contemporânea e adorei a sua leitura dos meus poemas! “amélia pós moderna”, é isso mesmo! que bom que cê quer me consumir, tem livro e disco e blog e filminhos no youtube, viu? =) um beijo, maria

    • marcelodamm em disse:

      Oi Maria,
      Colocado dessa forma, o “querer te consumir” soa quase embaraçoso pra mim, posto que já estou te “consumindo” e você nem sequer notou.
      Brincadeira, mas parabéns pelo livro. Sim, já estou a consumir. Comprei, li e gostei muito mesmo. Lindo a ponto de ficar com os olhos marejados lendo “Meu futuro tá atrasado” no metrô ouvindo Kashmere Stage band indo pro Saara comprar uma fantasia pra o carnaval, combinação no mínimo inusitada.
      Basta agora encontrar o primeiro livro, assim que terminar de reler o farei. Já o disco, não encontrei, alguma dica?

      Muitíssimo obrigado pela visita, volte sempre e, mais uma vez, parabéns.
      -Eu honestamente não sei se você fica sabendo que respondi a um comentário seu. Espero que sim. Na dúvida, te copio em email, pois realmente estou interessado no cd, tá?

      Um beijo,
      Marcelo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: